Como entrar no Reino de Deus

como-entrar-no-reino-de-deus-720x340

Mas Jesus chamou a si as crianças e disse: “Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas. Digo-lhes a verdade: quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele”.

Lucas 18:16-17

Meditar é acessar a mente e o coração de Deus. E essa frase de Jesus no evangelho de Lucas explica a postura mental correta no processo da meditação. A resposta está em entender o comportamento de uma criança para poder ter ACESSO ao Reino de Deus. Muitas pessoas traduzem a metáfora da criança como “os puros de coração”. Sim, mas existem outras qualidades nas crianças que devemos prestar atenção.

A criança é curiosa

Ela quer saber o porquê de todas as coisas e o Reino de Deus é o paraíso dos curiosos, pois pertencem a Ele as respostas para todas as questões. Quando nos tornamos adultos, acabamos perdendo a habilidade de questionar os porquês. É claro, aprendemos nas escolas como a maioria das coisas funciona, mas ainda precisamos aprender como nós mesmos funcionamos e ainda o porquê de estarmos aqui.

A criança não tem preocupação

Para entrarmos no Reino de Deus, precisamos nos despir de nossas ansiedades e preocupações. As preocupações nascem do medo de um futuro indesejado. E quem tem medo do futuro duvida de que Deus esteja a seu favor.

A criança não julga

Ela aceita as informações, as respostas, sem os filtros do julgamento do ego. A criança não duvida das coisas que ela vê ou falam para ela. Ela acredita no que ela sente.

A criança brinca

Brincar é o ato de usar a imaginação, improvisar, transformar situações impossíveis em possíveis. É ser criativo. E todo processo mental, imaginativo e criativo é dádiva de Deus. Mas, durante todo o tempo em que a criança brinca, ela está feliz e completa. E nada é tão importante para ela do que brincar, porque é quando ela se sente feliz.

Da próxima vez em que você for meditar, entre em contato com a sua criança interior, resgate em suas memórias e emoções o estado curioso de quando você era criança, deixe de lado todas as preocupações, elimine todos os julgamentos e venha para a roda brincar e ser feliz com Deus.

Você pode fazer um exercício simples que vai te ajudar a resgatar esse estado mental.

Sente-se confortavelmente na sua posição preferida de meditação, feche os olhos, respire profundamente 10 vezes e, ao final da décima respiração, visualize seu corpo encolhendo até a idade onde você tinha entre quatro e cinco anos de idade. Procure sentir como quando você era criança. Agora se visualize na porta de entrada de uma casa fantástica, cheia de bolas e luzes coloridas. Você se sente muito feliz por estar ali e está muito curioso(a) para conhecer todos os cômodos dessa casa e tudo que tem dentro. De repente, a porta se abre e você ouve uma voz dizendo: ‘divirta-se’!

Quando, mentalmente, você entrar na casa, vasculhe todas as coisas. Abra armários, gavetas, perceba cada coisinha. Abra caixas, olhe atrás das coisas. Você vai se surpreender com a infinidade de coisas que vai ver nessa casa maravilhosa. Preste atenção na satisfação e na alegria que você, como criança, sente quando abre as coisas e percebe o que tem dentro.

É essa satisfação, de uma criança descobrindo algo novo e desconhecido, que você deve registrar em sua memória e trazer sempre que fizer suas meditações.

Quando meditamos, fechamos nossos olhos de adulto no mundo físico e os abrimos como uma criança no mundo mental. No Reino de Deus! Divirta-se!!!

Convido você a fazer esse exercício e postar suas impressões nos comentários no final do artigo. A vida fica mais interessante quando dividimos nossas experiências.